Unidom
coluna-do-empreendedor

Neste final de ano, internautas deram início nas redes sociais a uma campanha de incentivo às compras de Natal com pequenos empreendedores. “Façamos o dinheiro chegar às pessoas comuns e não às grandes multinacionais. Assim, haverá mais gente a ter um melhor Natal”, diz parte do texto. A ideia beneficiaria os mais de cinco milhões de Microempreendedores Individuais (MEIs) oficializados no Brasil, segundo o SEBRAE. Parte deles são os chamados empreendedores sazonais, que atuam em épocas específicas do ano.

Teoricamente, esse tipo de comércio contempla algumas datas como Natal, Réveillon, Carnaval, Dia das Mães, Páscoa etc. Existem algumas táticas de sobrevivência de negócios sazonais que garantem a estabilidade financeira o ano todo, a principal delas é se preparar fora do período de vendas com estudos e treinamentos.

Outro aspecto importante é cuidar do dinheiro. Quando grande parte da receita vem em uma época do ano, trabalhar o fluxo de caixa pode ser um verdadeiro desafio. Um erro muito comum dos empreendedores sazonais é gastar mais que o necessário nos meses de maior receita. Lembre-se que o dinheiro ganho a mais nesse período precisa durar o ano inteiro para ser investido quando o fluxo de caixa for baixo.

Como os negócios sazonais têm algumas semanas ou meses de intensa atividade, muitos empreendedores não conseguem melhorar a rotina do dia a dia de um ano para o outro. É preciso olhar além para chegar à estação preparado e não ocupado demais tentando reorganizar tudo de novo. Revisar as demandas sazonais e procurar formas para agilizar as operações do negócio, planejando como serão os outros meses do ano – na baixa temporada –, é uma excelente dica.

Algumas empresas organizam suas finanças encontrando novas fontes de receita ou linhas de negócios complementares. Se você quer ser um empreendedor sazonal, inove, pense em serviços e produtos que possam agradar seu público em outros períodos. Quer um exemplo? Porque a sorveteria não pode servir um café colonial no inverno? Com planejamento e pesquisa, é possível expandir o seu negócio. Se o público é semelhante ao que você já tem e o investimento de tempo e recursos não irá colocar a outra atividade em risco, poderá ser uma boa jogada. Caso contrário, aprimore o crescimento do negócio principal. Boa sorte!